Por norma… às quintas!

Conversas de fim de tarde sobre temáticas ligadas às Normas ISO no âmbito da Comissão Técnica de Normalização “CT195 – Segurança nas Organizações e na Sociedade”, com a presença de entidades ligadas à Normalização e organizações com experiência no tópico em análise. Um espaço de partilha de conhecimento e de diversos pontos de vista, potenciando, desta forma, os benefícios que a utilização das Normas e a participação no seu desenvolvimento pode trazer para todas as organizações, independentemente da sua dimensão ou setor de atividade.

Participe, contamos consigo!

Sessões realizadas:

Sessão #01

Data: 4 de Março de 2021
Organização: CT195 | Made2Coach

Entidades convidadas:
EDP, E-Redes e Madeira International Disaster Training Center
Moderação: David Martins (CT195)

Nesta sessão será abordada a atual estrutura da ISO 22398, desenvolvimentos em curso na sua revisão e a realização de exercícios num contexto de pandemia.

Os exercícios têm um papel fundamental para a validação, treino, teste e avaliação de diversos sistemas, nomeadamente da Gestão da Emergência, Crise, Continuidade do Negócio, entre outros. Os exercícios também são importantes para a criar sinergias entre departamentos e organizações, e contribuir para a cooperação. Muitas vezes os exercícios envolvem um custo significativo, mesmo que o retorno seja inegável, pelo que importa criar mecanismos para tirar o maior valor de cada exercício realizado. É neste sentido que surge a ISO 22398, fornecendo uma base para a compreensão, desenvolvimento e implementação de um programa de exercícios, permitindo que todos tenham o mesmo entendimento da forma como os exercícios são planeados e realizados, e definindo linhas de orientação que assegurem uma execução eficaz e eficiente dos exercícios dentro de uma organização, ou entre organizações. Por sua vez, a situação de pandemia trouxe desafios acrescidos às organizações e à consecução dos seus programas de exercícios que, no entanto, comportam também importantes oportunidades de desenvolvimento e de reforço das suas capacidades que não devem deixar de ser devidamente atendidas.

AGENDA
17h30 Boas vindas
David Martins (CT195)
17h35 Abertura do evento
Maria João Graça (IPQ)
17h40 O papel da Normalização na Gestão de Exercícios
José Barradas (Made2Coach)
17h55 O programa de exercícios – Exemplos Práticos
Maria Luísa Alberto (EDP) / Paulo Alberto (E-Redes)
18h10 Treino em Gestão de Catástrofes/major incidents – Simulação em situações multivítimas – MACSIM”
Luís Vale (MIDTC)
18h25 Perguntas & Respostas
18h40 Encerramento

Caso não tenha conseguido participar, ou deseje rever a sessão, poderá aceder à gravação através do link em baixo.

Sessão #02

Data: 1 de Abril de 2021
Organização: CT195 | QUALISEG

Entidades convidadas:
EDP, APDL, Grupo Sousa/Gaslink
Moderação: José Matos (CT195)

Nesta sessão será abordada a ISO 28000 e será descrita a evolução, viabilidade e forma de transição do Supply Chain Security Management para o Supply Chain Sustainability Management.

O ambiente de incerteza e volatilidade é uma realidade cada vez mais frequente que impacta direta e significativamente as organizações. Integradas em cadeias de abastecimento, a sua dinâmica pressupõe flexibilidade, capacidade de ajustamento e acompanhamento das partes interessadas a montante. Condições necessárias para garantir o cumprimento dos requisitos de segurança e assim integrarem cadeias seguras. A norma ISO 28000:2021 encontra-se em fase final de revisão e espera-se a sua publicação em Dezembro de 2021. Além do alinhamento com o anexo SL, a norma é consistente com outras de sistemas de gestão, como a ISO 9001 e ISO 22301, esta última pela dimensão da continuidade do negócio. O grande desafio das organizações consiste em saber aproveitar a ISO 28000:2021 como ferramenta de garantia de segurança da cadeira de abastecimento, mas também de melhoria de fluxo. Tal pressupõe um melhor desempenho do pilar económico, em equilíbrio com os pilares segurança e ambiental.

AGENDA
17h30 Boas vindas
José Matos (CT195)
17h35 Abertura do evento
Eduardo Morgado (APQ)
17h40 Supply Chain Security Management – Evolução do Supply Chain numa ótica integrada de Security, Competitiveness and Sustainability
Manuel Carrasqueira (QUALISEG)
17h55 Relevância da SCSM para o espaço portuário, benefícios esperados com a implementação da ISO 28000 na ótica da Sustentabilidade
Paula Martins (APDL)

18h10 Relevância da SCSM no processo da Gaslink, benefícios esperados com a implementação da ISO 28000 na ótica da Sustentabilidade
Pedro Frazão (Grupo Sousa/Gaslink)

18h25 Perguntas & Respostas
18h40 Encerramento

.
Caso não tenha conseguido participar, ou deseje rever a sessão, poderá aceder à gravação através do link em baixo.

Sessão #03

Data: 6 de Maio de 2021
Organização: CT195 | Made2Coach

Entidades convidadas:
Centro Hospitalar Médio Tejo, Cruz Vermelha Portuguesa
Moderação: Dalila Antunes (CT195)

Nesta sessão iremos abordar a resiliência como capacidade organizacional, apresentando os elementos estruturantes da ISO 22316 e partilhando experiências de intervenção organizacional em que a resiliência desempenha um papel determinante para o sucesso.

Conforme definido na ISO 22316, a resiliência organizacional é a capacidade de uma organização para absorver e adaptar-se num ambiente em mudança, estando as organizações mais resilientes melhor capacitadas para antecipar e responder a ameaças e oportunidades decorrentes de mudanças repentinas ou graduais do seu contexto interno e externo. Para além das vertentes da gestão do risco e dos princípios e atributos para a resiliência organizacional constantes da ISO 22316, por forma a melhor anteciparem e lidarem com essas ameaças e oportunidades, as organizações dispõem de boas práticas definidas em normativo relativo à gestão da continuidade do negócio e à gestão de incidentes, emergências e crises, entre outras áreas. Numa perspetiva de resiliência organizacional e do normativo da CT195, a adequada articulação das referidas áreas de gestão e a melhor integração de experiências, perspetivas e lições aprendidas e partilhadas pelas organizações, são importantes desafios a abraçar e superar.

AGENDA
17h30 Boas vindas
Dalila Antunes (CT195)
17h35 O Papel da Normalização na Resiliência Organizacional
José Vale Matos (Made2Coach)
17h50 Resiliência Organizacional em ambiente Hospitalar
Nuno Catorze (Centro Hospitalar Médio Tejo)
18h05 Resiliência Organizacional em contexto Humanitário
Lara Martins (Cruz Vermelha Portuguesa)

18h20 Perguntas & Respostas
18h40 Encerramento

.
Caso não tenha conseguido participar, ou deseje rever a sessão, poderá aceder à gravação através do link em baixo.

Sessão #04

Data: 17 de junho de 2021
Organização: CT195 / CT213
Entidades convidadas: Iberogestão / Metro do Porto / Sinase
Moderação: Eduardo Morgado (CT213)

Nesta sessão será abordada a participação da CT213 – Governação das Organizações na consulta pública sobre a Estratégia Nacional de Combate à Corrupção 2020-2024, as várias vertentes da NP ISO 37001 e ainda será partilhada a experiência duma organização na implementação da norma, nomeadamente os objetivos, os desafios e os principais problemas.

A recentemente aprovada Estratégia Nacional Anticorrupção 2020-2024, através da Resolução do Conselho de Ministros n.º 37/2021, de 6 de abril, assume a dimensão preventiva como crucial. Logo na sua introdução:

Elegendo a prevenção como vetor essencial ao enfrentamento deste fenómeno, o Governo comprometeu-se, designadamente, a instituir um relatório nacional anticorrupção, a avaliar a permeabilidade das leis aos riscos de fraude, a diminuir as obscuridades legais e a carga burocrática, a obrigar as entidades administrativas a aderir a um código de conduta ou a adotar códigos de conduta próprios, a dotar algumas entidades administrativas de um departamento de controlo interno que assegure a transparência e imparcialidade dos procedimentos e decisões, a melhorar os processos de contratação pública, e a obrigar as médias e grandes empresas a disporem de planos de prevenção de riscos de corrupção e infrações conexas.”

Sendo a NP ISO 37001:2018 – Sistemas de gestão anticorrupção – Requisitos e orientação para a sua utilização*,  uma ferramenta da maior importância para as organizações, de qualquer dimensão e de qualquer setor de atividade, a sua implementação permitirá a adoção de uma abordagem preventiva da corrupção e, subsequentemente, responder de forma estruturada e integrada, não só às múltiplas obrigações decorrentes desta obrigação mas, acima de tudo, implementar Boas Práticas de combate à corrupção benéficas no médio e longo prazo.

AGENDA
17h30 Boas vindas
Eduardo Morgado (CT213)
17h40 Contribuição da CT213 na consulta pública sobre a ENCC (setembro 2020)
Carla Gonçalves Pereira (Sinase)
17h55 Os sistemas de gestão anti-corrupção e a NP ISO 37001
Alfredo Azevedo (Iberogestão)
18h10 Expectativas, problemas e desafios na implementação da NP ISO 37001
Ana Paula Gonçalves (Metro do Porto)

18h25 Perguntas & Respostas
18h40 Encerramento

.
Caso não tenha conseguido participar, ou deseje rever a sessão, poderá aceder à gravação através do link em baixo.

Sessão #05

Data: 15 de julho de 2021
Organização: CT195
Entidades convidadas: APCER / Galp / Made2Coach / Ozona
Moderação: Maria Luisa Alberto (CT195)

Nesta sessão, será abordada a norma ISO 22301* dando foco à relevância da Continuidade do Negócio para as organizações. Iremos destacar a importância da implementação de boas práticas e os benefícios do processo de certificação, culminando com a partilha da experiência adquirida por uma organização, que optou pela implementação e certificação nesta norma.

Desde a mudança de paradigma provocada pelos ataques de 11 setembro em Nova Iorque, a Continuidade do Negócio tem vindo a assumir uma relevância crescente para os negócios, tornando-se um tema recorrente na agenda da gestão de topo das organizações, fruto de novas e cada vez mais complexas ameaças. Para começarmos a pensar nos desafios que nos esperam, especialistas convidados, de diferentes áreas, irão partilhar as suas experiências e perspetivas sobre o que se pode esperar d’ “O Futuro da Continuidade do Negócio”.

.

AGENDA
17h30 Boas vindas
Eduardo Morgado (CT213)
17h35 A Estrutura da ISO 22301- Requisitos específicos
Maria Luisa Alberto (EDP e Presidente da SC01 | CT195)
17h40 O Processo de Certificação de Sistemas de Gestão
Raquel Sanmartin (APCER)
17h50 Implementação de um Sistema de Gestão da Continuidade do Negócio
António Cernadas (GALP)
18h00 Mesa Redonda “O Futuro da Continuidade do Negócio”
Dinamização: Sandra Garrido (EDP Produção, Presidente SC02/CT195)
18h25 Perguntas & Respostas
18h40 Encerramento

.
Caso não tenha conseguido participar, ou deseje rever a sessão, poderá aceder à gravação através do link em baixo.

Sessões agendadas:

Sessão #06

Data: Outubro de 2021

Mais informação em breve!